Sua região é

Guia de Saúde no Paraná | hagah PR

Encontre tudo que você precisa para sua saúde no hagah. Clínicas, hospitais, médicos, cirurgia plástica, exames, farmacias, dentistas e muito mais em Curitiba e no PR.

Buscar por saúde no Paraná:
 

Notícias

Saúde em Curitiba

Quantos decibéis seu ouvido suporta?

O Ipod, quando usado em companhia de fones de ouvido, pode levar à perda da audição

No ônibus, na rua, nos parques e até mesmo no trabalho: sempre tem alguém com um foninho de ouvido escutando uma música, aquele programa matinal de humor ou as notícias do dia. Mas o que muita gente não se dá conta é do volume em que escutam tais coisas. O Ipod, por exemplo, quando usados em companhia de fones de ouvido, geralmente encaixados dentro do canal auditivo, podem levar essas pessoas à perda da audição.

>> Comente esta matéria!

Segundo Peter Rabinowitz, professor da Escola de Medicina da Universidade de Yale, esses dispositivos ultrapassam o limite dos 120 decibéis, cujo ruído tem a mesma intensidade de um motor a jato.

As preocupações acerca da perda da audição entre jovens surgiram após a divulgação de um relatório da Comissão Europeia, cuja previsão é alarmante: 10% das pessoas de 30 anos terão de usar aparelho auditivo na próxima década por causa do uso constante de fones de ouvido, aliados ao hábito de escutar música em alto volume.

Efeitos na saúde
O barulho é conhecido por ter efeitos nocivos não somente sobre a audição, causando estresse em todo o sistema circulatório, respiratório e digestivo. Exposição prolongada ao ruído pode causar dores de cabeça, cansaço e elevação da pressão arterial.

Confira alguns impactos de ruído na saúde:

Volume:
* Até 50 dB: nível confortável, de acordo com a Organização Mundial de Saúde. Não há efeito negativo Exemplo de locais: ruas sem tráfego.

* Acima de 50 dB: o organismo humano começa a sofrer impactos do ruído.

* De 55 a 65 dB: a pessoa fica em estado de alerta não relaxa; Diminui o poder de concentração e prejudica a produtividade no trabalho intelectual. Um exemplo: agência bancária.

* De 65 a 70 dB (início das epidemias de ruído): o organismo reage para tentar se adequar ao ambiente, mimando as defesas. Aumenta o nível de cortisona no sangue, diminuindo a resistência imunológica; induz a liberação de endorfina, tornando o organismo dependente. É por isso que muitas pessoas só conseguem dormir em locais silenciosos com o rádio ou TV ligados. Aumenta a concentração de colesterol no sangue. Exemplo: bar ou restaurante lotado.

* Acima de 70dB: o organismo fica sujeito a estresse degenerativo, além de abalar a saúde mental. Aumentam os riscos de enfarte, infecções, entre outras doenças sérias. Exemplos: praça de alimentação em shopping centers e ruas de tráfego intenso.

Fontes: Veja.com,  www.bauru.unesp.br  

Divulgação / 

Acima de 50 dB, o organismo humano começa a sofrer impactos do ruído
Foto:  Divulgação  / 


Comente esta matéria

Mais Notícias

Mapa do Site | Dúvidas Frequentes | Fale com o hagah | Anuncie

© 2006 - 2013 hagah.com.br

Todos os direitos reservados

Grupo RBS