Cinco dicas para proteger smartphones e tablets dos vírus


Publicado por hagah em 24/03/2011
Compartilhar

Se smartphones eram artigos exclusivos de executivos e empresários, hoje os aparelhos e planos estão tão acessíveis que são usados para muito mais que simples trocas de e-mail. E em breve os tablets também podem ficar mais baratos caso seja concretizada a proposta do Ministério das Comunicações de incluir o aparelho no Programa Computador para Todos, que reduz a carga de impostos sobre computadores. O Governo inclusive já iniciou conversas com a Apple, fabricante do iPad, na intenção de priorizar os aparelhos construídos no Brasil.

Mas com a popularização desses aplicativos e o uso para outros tipos de movimentações, como acesso a contas bancárias e redes sociais, é preciso voltar a atenção para um item a mais: o vírus. O mesmo cuidado que os usuários tem com o PC devem ter com os smartphones e tablets. É isso que aponta o especialista de Segurança da Informação da empresa Módulo, Leandro De Bom, que ainda dá dicas para evitar que os aparelhos sejam infectados por vírus:

• Não modifique o sistema. Evite os procedimentos de desbloqueios não oficiais, como o “Jail Break” do iPhone e versões modificadas de “firmware” (sistema operacional do smartphone ou tablet). Além de causarem a perda da garantia, essas alterações podem incluir vírus ou programas que permitam o controle remoto do seu aparelho.

• Cuidado com o Bluetooth. Só habilite a função Bluetooth durante o período que ela for utilizada. Procure alterar a identificação e a senha configuradas como padrão pelo aparelho. Já foram descobertas falhas em alguns aparelhos que permitem o roubo de dados e envio de arquivos sem autorização. Além disso, o uso de senhas padrões facilita o acesso de hackers, pois estas senhas são as primeiras a serem tentadas.

• Instale aplicativos confiáveis. Procure instalar aplicativos a partir de fontes confiáveis como os sites oficiais dos fabricantes como a iTunes Store no iPhone e o Android Market para dispositivos que utilizam Android. Todos os sistemas possuem uma lista oficial de softwares confiáveis. Uma vez instalado, o aplicativo pode acessar informações importantes do seu telefone, efetuar chamadas e enviar dados através da internet. Por isso, é muito importante instalar somente aplicativos nos quais você confie, de preferência por indicação de alguém que já seja usuário.

• Navegue de forma segura. Mantenha o mesmo nível de segurança do seu desktop ou notebook ao navegar na web. Evite sites que você também não acessaria a partir do seu computador pessoal. Sites com vírus podem ser preparados para infectar somente smartphones. Durante o acesso, é possível identificar qual é o tipo de aparelho do visitante e tentar ataques específicos para cada tipo de equipamento.

• Use senha para bloquear o teclado. Poucos minutos longe do smartphone ou tablet já são suficientes para o acesso a dados importantes ou instalação de programas maliciosos. Além disso, caso você perca o aparelho ou ele seja roubado, sua lista de contatos não será utilizada para o golpe do “sequestro falso”. A segurança física é tão importante quanto a tecnológica.

>>> Uso de dispositivos móveis pode aumentar investimentos na computação em nuvem

>>> De carona no sucesso do iPad

>>> Executivos preferem o iPad