Cuidados com a gravidez depois dos 40 anos


Publicado por hagah em 03/08/2011
A gravidez depois dos 40 tem se tornado cada vem mais comum entre as mulheres. Elas optam pela estabilidade financeira e profissional e acabam deixando o sonho de ser mãe para mais tarde. Embora nessa idade os riscos sejam maiores, ainda assim é possível ter uma gravidez tranquila.

>> Cuidados com a mamãe antes e depois da gravidez

De acordo com o ginecologista e médico do Hospital de Clínicas da Universidade Federal do Paraná Edson Gomes Tristão, se a mãe tiver algum problema de saúde, é bom cuidar disso antes de pensar na gravidez. “Pressão alta e obesidade, por exemplo, devem ser tratadas. Se a mulher é fumante, tem que largar o cigarro. Isso prejudica a formação do feto. Se é diabética, tem que saber controlar. Nessa idade, são solicitados mais exames do que em pacientes mais jovens”, explica o especialista.

>> Os testes de farmácia são confiáveis?

A gravidez mais tardia, além de apresentar problemas para a mãe, também pode afetar o bebê. Existe um maior índice de má formação do feto e o parto pode ser de alto risco. Depois dos 40, as chances de a mulher ter um filho com síndrome de down é maior. “Antes dessa faixa etária, as chances de uma criança nascer com essa doença é de 1 a 3%, em média. Após os 40, de 7 a 10%”, lembra o ginecologista.

>> Saiba como funciona o programa Mãe Curitibana

Mas se a futura mãe tiver a seu favor boa saúde, peso adequado, boa alimentação e os devidos cuidados pré-natais, as perspectivas de uma gestação sem riscos são as mesmas de uma gestante mais jovem.

(com informações do Zero Hora)

Compartilhar