Fique por dentro das tendências em decoração para outono/inverno 2011


Publicado por hagah em 15/03/2011



Compartilhar  

Cores, brilho e móveis com linhas retas são as principais tendências em decoração para o outono e inverno 2011. Objetos divertidos também figuram entre as peças que ganham cada vez mais adeptos. Eles alegram o dia a dia dos moradores e despertam bom humor aos convidados. O vermelho, o coral, azul royal e verde água estão entre as cores do momento, contrastando com toda a cartela que vai do branco ao preto, como cinza, gelo e off-white. Tons de fendi (verde fechado semelhante ao ocre) são a bola da vez. A laca alto brilho segue fazendo sucesso no acabamento de móveis.

As coleções desfiladas nas passarelas das semanas de moda do mundo inteiro inspiram a decoração do lar. Segundo a diretora da Maiora Design, Mariella Stock, a alfaitaria sai dos tecidos de vestuário e vem também pra mobília, como detalhes em risca de giz. “Estava lendo uma entrevista com uma editora de moda que contava que amava um vestido seu da (estilista) Daiane Wostemberg e decidiu colocar a mesma estampa na sala. E essa é uma prática que se repete sempre”. O exercício é mesmo comum, e pode ser melhor entendido assistindo a uma edição do programa Minha Casa, Meu Estilo do Discovery Home & Health. Os arquitetos apresentadores pedem três peças do guarda-roupa do convidado do programa, que ganha uma reformulação dos ambientes internos da casa. A técnica é utilizada para ajudar a imprimir o estilo da pessoa em seu lar.

Outra febre na estamparia das roupas que é sucesso nos tecidos décor é o animal print. Oncinha e tigrado vêm em revestimentos de sofás, almofadas e onde mais a imaginação permitir. Entretanto, o uso depende muito do estilo da pessoa. “Em vez de fazer um sofá todo de onça, se pode criar uma forração lisa com algum dos tons da estampa animal combinado a almofadas de onça”, sugere Mariella.

Seja tendência ou um novo formato de consumo, os produtos recicláveis estão enraizando seu posto no mercado. “Nos tecidos de forração se usa fibra de bambu, que às vezes vai fora e fibra de coco. Se a gente toma água de coco, porque não aproveitar a casca que iria para o lixo?”, defende o arquiteto Rogério Pandolfo.

Móveis
A característica principal para os móveis, segundo Mariella, são as linhas retas italianas. O arquiteto concorda. “Os móveis: sofá, mesa... Quanto mais retos, melhor. Isso porque ficam mais limpos visualmente. Mas, os sofás por exemplo, mesmo sendo reto, são sempre confortáveis”.

A laca voltou com toda a força nas últimas temporadas e continua sendo a queridinha dos modernos. “Gosto das lacas coloridas e alto brilho. Inclusive as lojas de móveis planejados também já estão apostando em móveis coloridos” , conta o arquiteto. A laca é uma cobertura para proteção da superfície, e se dá através de uma pintura a jato, nas opções fosca e alto brilho. “O que dá mais sofisticação é a laca alto brilho”, reafirma. A diretora da Maiora Design, dá exemplos do uso da laca:

 modulos maiora
Ambiente da loja Maiora Design. Módulos Mondrian design Mauricio Lamosa e Flavio Borsato para Maiora design. “A porta dos módulos é aberta com fecho toque e dentro tem prateleiras”, detalha Mariella Stock. A mesa azul em laca e as cadeiras em acrílico dão toque moderno à decoração.

 espaço Karen Berta
Apartamento decorado pela Arquiteta Karen Berta. Sofá em L em couro cinza, cadeiras de acrílico Tosca da Magis Italy, mesa com tampo em vidro do designer Jader Almeida e apoio atrás do sofá o Código de Barras Amarelo.

E não é necessário se desfazer do mobiliário antigo para renovar o visual da casa. “Podes trazer algo da infância, um móvel de família e trocar a cor ou tecido pra ter uma identidade dentro da tua casa. Tudo pode ser aproveitado! E o que hoje pode ser considerado ‘brega’ daqui a a cinco anos pode ser o boom da moda”, detalha Pandolfo. O recomendado é consultar um arquiteto para fazer a transformação com segurança, ir a uma boa loja de tecidos, chamar o estofador e o marceneiro para repaginar a decoração.

Outra opção interessante é manter a história tal qual ela era. Para isso, um restaurador de móveis pode resolver o problema. Misturar o novo com o antigo também é tendência. Itens como aparadores, módulos, poltronas modernas e objetos divertidos podem atuar em perfeita harmonia com as peças vintage.

Humor
O público gaúcho está ousando mais no mobiliário e nos utensílios domésticos. Às vezes como itens supérfluos, outras substituindo os objetos tradicionais de uma forma menos óbvia, alguns artigos chegam a ser verdadeiras obras de arte. Combinações menos padronizadas, escolha por materiais contemporâneos, tudo isso já faz parte do comportamento de muitos. “Antigamente o gaúcho era mais conservador, hoje em dia já se usa bastante coisa moderna como o acrílico, cadeiras diferentes da mesa”, analisa Mariella.

luminaria vovo

Como a luminária vovó do designer Diego Andrez, desenvolvida com exclusividade para a Maiora Design, limitada em apenas duas unidades assinadas e numeradas. Foram inspiradas na observação de senhorinhas no metrô paulistano, bem como na avó do artista.


 tenis led
A Luminária Tenis Led, também de Diego Andrez, foi inspirada naqueles tênis que as vezes vemos jogados e embaraçados nos fios elétricos pelas ruas da cidade. É desenvolvida com tenis novos que são tratados e envelhecidos para a representação do que se observa nos fios.

Iluminação
Não adianta o projeto da arquitetura de interiores ser lindo, se não tiver uma iluminação adequada para valorizar o espaço. Rogério Pandolfo explica que com acabamento, o gesso auxilia no destaque das luzes. “O gesso está mais limpo, sem detalhes, porque queremos dar mais ênfase para a decoração. Espelhos sempre ajudam a iluminar também”, complementa.

Assim como muitas das lâmpadas incandescentes dos lares foram substituídas pelas econômicas fluorescentes, o arquiteto acredita que é questão de tempo para que o mesmo ocorra com o LED, mais econômico ainda e de durabilidade maior. Quando foi lançada no mercado, esse tipo de lâmpada era de baixa potência. Hoje, já ilumina bem mais que o início. “Mas ainda é preciso aprimorar mais a qualidade, eu gostaria, mas não consigo fazer todo o meu projeto com led”, analisa.

>> Iluminação natural em casa traz sofisticação e economia

Piso
“Quanto maior a dimensão, mais sofisticado”, opina o arquiteto. Quanto menor o uso de rejunte, portanto, mais destaque para a beleza do piso, e ainda é mais fácil de manter a limpeza do chão. Entre as opções, as ecologicamente favoráveis estão em evidência: revestimentos cerâmicos, cimentícios que imitam diversas tonalidades madeira e aço. Segundo Pandolfo, o efeito visual é o mesmo, eles tem durabilidade maior e são mais higiênicos.


porcelanato

Cortinas
As cortinas tradicionais de trilhos ou argolas estão, aos poucos, perdendo espaço. As modernas cortinas técnicas ou persianas, muito comuns em escritórios migram para o lar por causa do conforto visual, maior duração do produto e facilidade de limpeza. Nos cantos, reposteiros de voal, veludo ou linho (entre outros tecidos) dão o toque final e imprimem a personalidade do dono da casa. “Elas filtram quase 100% da radiação solar, algumas tem um colchãozinho de ar dentro que elimina um pouco o ruído e também o calor. Sem contar que são mil vezes mais fáceis de limpar”, sustenta Pandolfo.


 cortina plissada

Detalhe da cortina plissada da marca espanhola Romera

 luxaflex

Sugestões de persianas da Luxaflex


Links Úteis

>> Lojas de decoração em Porto Alegre
>> Lojas de decoração em Caxias do Sul
>> Lojas de decoração em Gramado
>> Lojas de decoração em Pelotas
>> Lojas de decoração em Santa Cruz do Sul