Nutricionistas dão dicas de restaurantes saudáveis em Porto Alegre


Publicado por hagah em 20/10/2011


Compartilhar

Com o verão se aproximando é comum que muita gente comece a se preocupar mais com a balança, já que durante a estação das roupas curtas mais partes do corpo ficam expostas. Quem não está satisfeito com o próprio peso investe em dietas, entretanto às vezes é difícil comer bem e de forma saudável. E como no verão, em geral, o apetite diminui é bom aproveitar para escolher comidas mais leves e de preferência com produtos integrais, que dão sensação de saciedade.

» Veja muitas dicas para emagrecer com saúde 

A nutricionista Julia Lorenzon considera comida japonesa como uma boa opção saudável e light, e cita os restaurantes Sushi Drive e Jappa Sushi. Entretanto é importante evitar os hot sushis e os sushis com peixe empanado dentro, já que ambos são fritos. "A salada é muito boa: além de ser gostosa tem baixas calorias, com pepino japonês e kani kama, que também é fonte de proteínas", sugere Júlia. "O ideal seria fazer um barquinho meio a meio, com 8 a 10 peças de sushi e cerca de 100 gramas de sashimi, que também é rico em proteínas e ômega 3.

Uma nova opção em Porto Alegre, o Balanceado, é outra sugestão da nutricionista. É um estilo de fast food saudável, com diversas opções de saladas, molhos e coberturas, das quais o cliente pode escolher oito tipos. "Eles montam uma salada completa, tem as folhosas (alface, agrião, rúcula), hortaliças (seleta de legumes, brócolis, cenoura ralada), a proteína magra (queijo branco, atum, frango desfiado, kani kama e os molhos. Nestes, é bom tentar evitar os à base de queijo e optar por azeite de oliva e coisas mais leves. Outra coisa importante é o complemtento, aí indico não optar pela batata palha, e sim a granola, a linhaça, a aveia".

Próximo ao Parque da Redenção, o restaurante Equilibrium é uma das sugestões da nutricionista Cláudia Carvalho, da Saúde & Vigor Consultoria em Nutrição e Personal Diet. O local funciona é "semivegetariano", pois oferece carne de peixe. "É um buffet supervariado, tem verduras em grande quantidade, frutas, arroz e massa integrais. Eles usam muito proteína de soja em pratos como strogonoff e bolinhos muito saborosos!", comenta Cláudia.  Porém, a mesa de doces tem sobremesas muito calóricas. "Aí recomendo passar longe!", conta. O ideal, neste caso, é comer uma fruta como sobremesa. A nutricionista  também não aconselha tomar qualquer bebida durante a refeição. "O líquido prejudica a digestão e acaba ocupando o espaço do estômago, dilata-o e faz com que a pessoa coma mais", esclarece. A dica é tomar alguma bebida somente após meia hora de completada a refeição e, ainda assim, somente 150 ml.

O Nutri Vida, localizado no Centro Histórico da Capital, é a segunda opção de Cláudia. O restaurante segue exatamente o mesmo estilo do Equilibrium, com buffet livre, mesa farta de saladas e sobremesas supercalóricas. O comensal deve cuidar ainda com os pratos que levam muito queijo, molhos e fritura. Estes últimos não são nem um pouco aconselhados. "O ideal e encher a metade do prato com salada, acompanhado de uma porção pequena de carne, que pode ser do tamanho de uma mão fechada e uma porção de carboidrato, de preferência integral", indica. E para quem está pensando em cortar carboidrato da dieta, Claudia faz um alerta: "O carboidrato é fundamental porque é fonte de energia, então é importante não cortá-lo radicalmente da refeição. Pode ser arroz, batata e aipim. O que deve sim ser excluído da dieta são os doces e as frituras. "O feijão é um item muito importante pois é rico em proteínas que complementam o arroz. Pode ser escolhido algum substituto ao feijão como lentilha, ervilha, grão de bico ou proteínas de soja", finaliza Cláudia.