Oito dicas para terminar 2012 sem dívidas


Publicado por hagah em 30/08/2012
Restam poucos meses para 2012 acabar. Com isso, começa aquele tradicional balanço financeiro: como estão minhas contas? Como estão as dívidas? O que farei com o 13º salário? Será que vou terminar o ano no vermelho, de novo?

Calma! Não é hora de se desesperar, e sim, de colocar no papel seus gastos! Segundo o professor do Estação Bussines School, especialista em cálculos financeiros e diretor da MatFin Cursos, Antonio Carlos Bellio, o "Prof. Bellio", a primeira coisa é analisar o orçamento. “A primeira dica é que a pessoa tem que se convencer de que precisa gastar menos do que ganha. Tem que ter essa consciência sempre, em tudo que faz! E outra: tem dívida? Tente renegociá-la o quanto antes”, explica.

» Consultores econômico-financeiros em Curitiba e região

O "Prof. Bellio" também falou sobre as taxas de juros e a falta de paciência do brasileiro para pesquisar preços de produtos e pedir mais descontos quando o pagamento é à vista. Confira as dicas do especialista!

1º: Gastar menos do que se ganha é o começo para não se afundar em dívidas.

2º: Se você ainda não tem uma planilha de gastos mensais, comece já. Ainda dá tempo! “Tem gente que recebe o salário e não sabe pra onde vai. Essa planilha é simples, pode ser feita no computador ou num caderninho mesmo. O importante é controlar os gastos”, conta o "Prof. Bellio".

3º: Veja quais são as dívidas mais caras. “As dívidas do cartão de crédito são terríveis. Dependendo se você pagar o mínimo em dia, a taxa de juros é de 200% ao ano. O mínimo, atrasado, bate 400% ao ano”, alerta o especialista.

como terminar 2012 sem dívidas

4º: Cuidado com o cheque especial: faça uso dele apenas quando for muito necessário. “Tem gente que inclui o cheque especial no salário, e isso não pode. Eventualmente você precisa usar, mas muito cuidado com isso. A segunda pior dívida é a do cheque especial. As taxas de juros comem uma fatia do salário e isso não é revertido em melhoria de vida”, lembra o "Prof. Bellio".

5º: Quando for comprar algum produto, pesquise. “O brasileiro não tem paciência pra fazer pesquisa de preços. Ele se acomoda. Vai numa loja, acha o que quer, e já compra. Tem que pesquisar! Há uma boa diferença no mercado e boa diferença também de financiamento. Faça, pelo menos, a pesquisa em cinco lojas diferentes”, aconselha.

6º: Comprar à vista é sempre melhor, e se fizer isso, peça sempre desconto. “Muita gente vê o preço do produto e já pensa em parcelar no cartão de crédito porque as parcelas são baixas. Mas se fizer as contas, o valor final é bem maior. As taxas de juros do Brasil são as piores do mundo, tanto para pessoa jurídica quanto para pessoa física. O brasileiro ainda não se deu conta que está jogando dinheiro no lixo pagando juros absurdos”, avisa o "Prof. Bellio".

como terminar 2012 sem dívidas

7º: Está afundado em dívidas? Utilize o 13º terceiro para renegociá-las. “Em breve o trabalhador vai receber o 13º, férias, e as gratificações. Pegue esse dinheiro, vá ao banco e renegocie as dívidas com um bom desconto. Pelo menos uns 20% de desconto”, explica o professor.

8º: Cuidado com o que o comércio oferece. “No final do ano, existe uma massa muito grande de dinheiro circulando. O comércio sabe que o trabalhador está com dinheiro, e faz propostas tentadoras de compra, descontos aqui, acolá. Não caia no consumismo sem controle. Pesquise, veja o que cabe no seu orçamento, mesmo porque no começo do ano vai ter contas extras a pagar - IPTU, IPVA, matrícula de colégio... Nessas contas extras, opte sempre por pagar à vista, e com desconto. Por isso, programe-se nesse final de ano para não se apertar no começo do ano que vem! Você tem que cuidar do seu dinheiro, senão, ninguém vai cuidar!”, resume.

como terminar 2012 sem dívidas

E fique atento: nesta quarta-feira (29), o governo decidiu prorrogar a redução do IPI (Imposto sobre Produtos Industrializados) para os carros, além de geladeiras, fogões, lavadoras, móveis e material de construção - a redução iria até esta sexta-feira (31). Portanto, cabeça no lugar e gastos no papel. Você pode terminar 2012 sem dívidas ou pelo menos, conseguir controlá-las!

 Clique aqui e acesse o blog do professor Bellio!

_x000D_

_x000D_ _x000D_

Compartilhar_x000D_ _x000D_ _x000D_

_x000D_

_x000D_