Saiba como reaproveitar a água da chuva


Publicado por hagah em 24/02/2011 , atualizado em 24/03/2015

O reaproveitamento da água da chuva, além de ajudar você a economizar em dinheiro e em água potável, contribui para diminuir a escassez hídrica  que afeta algumas regiões. Nestes locais, o abastecimento de água é feito através de caminhões-pipas. A arquiteta Maria Regina Felipe dá algumas dicas preciosas como reaproveitar a água da chuva em casas ou prédios.

Como posso reaproveitar a água da chuva?
O armazenamento pode ocorrer em cisternas ou em tanques subterrâneos. A arquiteta explica que a água que cai sobre a cobertura das residências pode ser bem utilizada, mas que para isso a casa precisa de calhas para encaminhar a chuva. “A calha direciona a água até tubos de queda ligados diretamente a uma cisterna ou encanadas até elas, porém, antes de chegar a essas cisternas, há necessidade de filtros para que, o material que possa vir junto com a água, como folhas de árvores, sujeiras e sementes não entrem na cisterna junto com a água”, alerta.

Os edifícios também podem ter locais para se reaproveitar a água da chuva, mas Maria Regina faz uma observação importante: “em prédios, temos que projetar um reservatório inferior para aprovação junto às prefeituras e, deveria também, por lei, ser projetada uma cisterna para aproveitamento da água da chuva. Em residências, o local da cisterna pode ser embaixo de uma varanda, de uma garagem ou ate mesmo na cobertura, quando o espaço permite”, diz.

Conforme a norma ABNT 15527:2007, a água de chuva só deve ser usada em ambientes urbanos para fins não-potáveis, ou seja, não deve ser usada para beber, tomar banho, fazer lavagem e cozimento de alimentos.

Onde posso usar esta água?

  • Em vasos sanitários;
  • Quando você for regar o jardim e a horta;
  • Na lavagem de carros e de pátios;
  • Em condomínios onde há espaço para lazer;
  • Para lavar vidros e coisas dentro de casa;
  • Para lavar roupas;

Como funciona?
A arquiteta explica que na cisterna, além do filtro antes da entrada,  precisa ter  dentro dela um motor, que vai impulsionar água até um reservatório superior. E ela finaliza: “Isso deve ser feito quando a cisterna estiver no térreo, ou até uma torneira de jardim, por exemplo. E no reservatório superior há a necessidade de uma bóia elétrica o que vai avisar a cisterna de que o seu nível esta baixo, acionando assim a bomba d'água, para que ela envie água até lá.  Esse reservatório superior pode ser muito útil se você for usar a água para vasos sanitários, mas se for só para lavagem e regar o jardim, a bomba é acionada somente quando você ligar a torneira e o disjuntor que ativa a bomba.  Em casos de estiagem, o sistema tem que prever a entrada de água neste reservatório, para que o sistema funcione sem problemas”, diz.

Alguns benefícios do uso da água da chuva:

  • Aproveitar um recurso disponível, que não tem custo nenhum e que economiza na conta da água;
  • Contribui para reduzir as enchentes;
  • É uma forma de educação ambiental para as crianças.