4 coisas que você precisa saber antes de comprar um imóvel


Publicado por hagah , atualizado em 01/06/2015

Com juros mais praticáveis e prazos de até 35 anos para pagar, está cada vez mais fácil alcançar o sonho da casa própria. Mesmo mais acessível, muitas pessoas não sabem nem por onde começar quando decidem adquirir um imóvel. Por isso, separamos algumas dicas para você evitar dores de cabeça na hora de encontrar a casa dos seus sonhos. Confira: 

Pesquisa

Casa, apartamento, JK ou terreno? No centro da cidade ou mais afastado? O primeiro passo é esse: decidir que tipo de imóvel você está procurando, de acordo com as suas necessidades, tamanho da família e poder de compra.

Segundo o diretor da Veronez Assessoria Imobiliária, Thiago Veronez, fazer a análise de quanto a pessoa está disposta a investir é fundamental. “Com o valor dos imóveis mais elevados, as pessoas optam pela facilidade de um financiamento, mas esquecem que ele compromete a renda por muitos anos”, diz. Por isso, a Veronez, que é especializada em imóveis na zona sul de Porto Alegre, realiza um trabalho de pesquisa com os clientes para avaliar a renda atual da família e escolher os imóveis que cabem no orçamento.

Financiamento

Depois de analisar o poder de compra e escolher o imóvel, é hora de pensar no financiamento. Os bancos e financiadoras só aprovarão o crédito se ele comprometer no máximo 30% da renda da família. Portanto, na hora da escolha do imóvel, pense bem em quanto você pode gastar para não se endividar depois.

O prazo do financiamento também varia conforme a renda de cada um. Se a capacidade de gasto mensal for menor, o prazo deverá ser maior. “Se a pessoa não puder gastar muito, o ideal é fazer um financiamento de 30 anos e juntar dinheiro ao longo do tempo para diminuir as prestações”, sugere Veronez.

Documentação

Aprovado o crédito, entra a parte de montar a documentação. É preciso ficar atento ao contrato de venda e verificar se o imóvel não tem nenhuma pendência, como IPTU ou taxa de condomínio atrasados. Aberta desde 2011, a Veronez auxilia e orienta os clientes sobre as dívidas e cláusulas do contrato para que não haja nenhuma surpresa depois. “Cláusulas padrões nos contratos, como o prazo para dar entrada no financiamento, desocupação e previsão de entrega caso seja um imóvel novo são imprescindíveis para que o cliente tenha garantia do serviço”, ressalta Veronez.

O que vale mais a pena: alugar ou comprar um imóvel?

Hoje, segundo Veronez, mesmo com valores mais altos, ainda é melhor comprar do que alugar. Ele afirma que o preço dos aluguéis também está elevado, o que torna a relação custo-benefício da compra muito maior. “Alugando, a pessoa não tem retorno nenhum, não vai adquirir nada. Aluguel é para casos temporários e emergenciais”, diz. O diretor ainda indica que, se a pessoa tem vontade de comprar um imóvel, mas não tem como dar entrada, o ideal é adquirir uma casa ou apartamento na planta e negociar esse valor diretamente com a construtora.